ÁGUA – POESIA DE JOSE GOMES FILHO

Vida da fonte
Fonte da vida
Sangue que corre nas veias
Como corre nas caídas
Irrigas o corpo de todos
A todos dá a vida

Água que corre por mares
Conduzindo as das montanhas
Movimentos te causam os ventos
Ondas pequenas, grandes, tamanhas
Água mansa que pesco em pesqueiros
Correntezas de forças estranhas

Água dos dias passados
Água dos dias presentes
No futuro ninguém sabe
A fonte é permanente
Se não houver raciocínio
É temor de muita gente

Poesia de José Gomes Filho (“Seu” Dedé)

Fonte: Blog do Prof. Jorge Rios

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s