VERDADE ESCONDIDA

VERDADE  ESCONDIDA
Doce recanto ou Paraíso
População: dois apaixonados
Roupas espalhadas pelo chão
E marcas nos lençóis molhados
Solidão e tristeza foram embora
Na cavalgada veloz de um alazão
No silencioso trotar galopeiro
De corpos quentes cheios de paixão
O suor escorre na pele em chamas
Surge na janela o raio da manhã
O coração pulsa em suave harmonia
E a voz doce diz: é só mais um dia!
O vento entra pela janela em rajada
Anunciando tempestade e noite fria
O sonho acaba na madrugada
Fica a saudade como companhia.
Lágrimas que rolam comovidas
Marcam mais uma despedida
E no coração a dúvida invade
Onde a verdade está escondida?
O que passou, não voltará mais
O mal que existe, não tem cura
A realidade… É uma noite escura!
Autora: Helena Bernardes

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s