POETIZANDO COM A VIDA

Aprendi ser cúmplice e compartilhar segredos
E no jogo do amor sentir muito medo
Aprendi que não devo bater pra não me ferir
E agradecer a Deus na hora de dormir
Aprendi desde criança pedir desculpas
Quando ferir ou magoar pessoas
E desejar que todas as almas do mundo
Abram os olhos e vejam apenas atitudes boas
Aprendi que pra sermos inteligentes
Precisamos pensar muito e falar pouco
E que ter uma vida saudável e equilibrada
É desenhar, pintar, cantar, saltitar, bailar
E principalmente brincar de trabalhar.
Constatei que é ótimo namorar viajando
Deitar no ombro, cheirar os cabelos, beijar a mão
Mas, muito perigoso bolinar na direção
Ensinei que não se joga lixo na contramão
E que faz bem ao planeta ter boa educação
E que o mais sublime dos sentimentos é o perdão
Observei que é lindo dar a mão ao outro
E caminhar pela vida bem juntinhos
Se deliciando com biscoitos fritos
Bebendo chá quente ou um bom cafezinho
Tirar uma pequena soneca no meio da tarde
É só para quem tem rede e uma grande inspiração
Para deixar registrado no relógio do tempo
Que amar demais é encher o coração de ilusão
O mais importante que eu aprendi no mundo
É que tudo que foi tirado tem que ser colocado
Rearranjado ou transformado onde foi bagunçado
E que devemos respeitar a Vida e a Natureza
Para usufruirmos no futuro de sua beleza.
A descoberta mais importante que fiz
Para os amantes de poema ou uma bela canção
É que podem ser escritos mesmo sem rimas
Usando apenas o som e o tom do coração.

Autora: Helena Bernardes

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s