CAVALO DE TRÓIA


Eduardo de Paula Barreto

Eu queria ter sido
Aquele homem cheio de luz
Que foi escolhido
Para auxiliar o sofrido Cristo quando
Ele carregava a sua cruz.

Eu queria ter sido
As mãos que provocaram alegria
Nos negros cativos,
Eu queria ter escrito
As suas cartas de alforria.

Eu queria ter sido
O pano branco que mesmo sujo de sangue e terra
Bastou ser erguido
Para fazer soar aos ouvidos
O grito de paz em meio à guerra.

Eu queria ter sido
O cavalo de Tróia,
Mas em mim teria escondido,
Não soldados, mas apenas cupidos
E assim teria mudado o rumo da história.

O Poetizador

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s